O e-mail responsivo é aquele que identifica qual é a tela do usuário, de modo a adaptar o seu layout para o formato da mesma. Não à toa, ele se torna um dos mais recomendados para os dias atuais, em que nunca sabemos se o indivíduo irá acessar o e-mail por um computador, tablet, smartphone ou outro meio. Sendo assim, o e-mail responsivo tem um design capaz de otimizar a experiência do usuário de qualquer tela, tornando-a muito melhor.

Além disso, os e-mails responsivos estão entre as maiores tendências de marketing digital para 2018. Por isso, está mais do que na hora de aprender a fazê-lo de forma eficiente e vantajosa para a estratégia digital de sua empresa.

Com base nisso, confira a seguir 5 dicas de como fazer um e-mail responsivo.

O que é um e-mail responsivo?
Por que fazer e-mails responsivos?
Dicas de como fazer um e-mail responsivo
Principais Métricas

 

O que é um e-mail responsivo?

Como dito na introdução deste artigo, e-mail responsivo é a ferramenta inteligente que identifica por qual meio o usuário vai visualizar a mensagem, de modo a tornar o seu layout adequado a cada tela, melhorando assim a experiência do lead ao lhe possibilitar ver um corpo de e-mail mais ajustado e adequado independentemente de o acesso estar sendo feito de um celular ou de um computador.

A base da responsividade, vista também em outras pares tais como sites, por exemplo, usa os princípios de acessibilidade e usabilidade para garantir essa melhor experiência do usuário. Quanto melhor a experiência, melhores os resultados também algo que é impreterivelmente importante para o negócio como um todo.

 

Por que fazer e-mails responsivos?

Você com certeza quer garantir que o seu lead tenha uma experiência marcante a cada tipo de contato que tem com a sua marca, não é mesmo? Neste contexto, imagine uma situação em que sua mensagem, ao ser aberta em um smartphone, requer o uso de zoom ou de rotação de tela para que o texto possa ser visto. Cansativo, não é? Imagine então para o seu destinatário que provavelmente apenas apagará o conteúdo sem se quer ter entendido sobre o que se tratava o e-mail.

A fim de não perder oportunidades como esta, já que sim, cada e-mail jogado fora sem uma boa leitura representa uma oportunidade deixada para escanteio, é realmente importante trabalhar e saber como fazer e-mail marketing responsivo!

Com o advento da internet, o que as pessoas mais querem é praticidade e isso se estende ao uso do e-mail, um dos canais mais eficazes atualmente na transmissão de diferentes tipos de mensagens e contatos. Para garantir que o seu conteúdo seja visualizado e entendido, é necessário prever que diferentes leads acessam de diferentes plataformas aos seus e-mails e é apenas a partir da responsividade que você pode garantir que todos eles obtenham êxito no momento da abertura da mensagem.

 

Pense primeiro no mobile

Mobile comes first – ou seja, o mobile vem primeiro. Isso porque a experiência móvel é mais facilmente adaptável para o desktop. Por isso, tenha como principal objetivo a criação de e-mails responsivos para o mobile – evitando as limitações da versão em desktop para a versão móvel. Para obter êxito, vale destacar que é importante desenvolver sempre dois designs que sejam harmoniosos entre si, ou seja, ambos devem ter cores e temas semelhantes visto que são opções de uma mesma mensagem.

Cada formato deve ser desenvolvido de modo a pensar exclusivamente no acesso feito dentro do mesmo grupo, ou seja, no mobile a previsão é para acesso vindo de celulares e tablets e o desktop para computadores e notebooks. Ao ser acessado, ou ainda no momento em que o e-mail é aberto, o sistema realiza a identificação responsável por tornar a experiência melhor.

Vale destacar também a diferença entre o ser mobile e ser responsivo, visto que o último é uma das grandes tendências em marketing digital da atualidade. Enquanto que o primeiro é desenvolvido exclusivamente para o acesso a partir de dispositivos mobile, o segundo busca sempre se adaptar conforme a plataforma de acesso.

 

Use imagens pequenas

Quanto menores, melhor: e você já vai entender o motivo. Uma pesquisa divulgada recentemente apontou que o tempo máximo que o usuário aguarda pelo carregamento da página web é de 9 segundos. E os principais responsáveis pelo atraso neste sentido são as imagens muito pesadas.

Para evitar que o usuário desista do e-mail, deixe de lado as imagens pesadas e que farão com que o carregamento seja lento. A nossa dica é: se o arquivo da imagem ultrapassar 100 kb, troque-a por uma imagem de proporção menor.

 

Faça o seu e-mail funcionar com imagens desabilitadas

Quando estão conectados com rede 3g/4g ou wi-fi mais lentos (como aquelas compartilhadas por muitas pessoas), alguns usuários preferem desabilitar o uso de imagens. Sendo assim, o mais recomendado é que você aposte em e-mails responsivos que funcionem e passem as informações desejadas mesmo sem as imagens.

Lembre-se ainda que, na maioria dos casos, os botões que levam à ação também são imagens.

 

Faça um texto puro

O texto do e-mail deve ser simples, puro e objetivo – passando exatamente a mensagem que você quer passar, sem grandes rodeios. Se você estiver vendendo um produto, divulgando um serviço ou até mesmo alguma mudança na sua marca, não importa: o importante é passar essa mensagem com clareza.

Isso porque o usuário não quer passar muito tempo lendo e-mails de propaganda – ele quer resgatar apenas a essência de cada um deles. Lembre-se que, muito possivelmente, ele recebe não só o seu como dezenas ou até centenas de outros e-mails por dia. E para que o seu seja um dos escolhidos para leitura, ele deve ir direto ao ponto – sendo simples, puro e igualmente eficiente (chamando para a ação).

 

Não esqueça de fazer a sua landing page responsiva

Outro aspecto importante sobre como fazer um e-mail responsivo tem tudo a ver com as landing pages, ou seja, páginas de captura. A landing page responsiva é tão importante quanto o e-mail responsivo – isso porque, muito possivelmente, é ela que fará com que o usuário se cadastre para o recebimento dos e-mails.

Sendo assim, a landing page também deve se adaptar aos mais variados formatos – como para desktop, tablet, smartphone e demais dispositivos móveis.

 

Principais Métricas

Veja a seguir quais são as principais métricas quando o assunto é como fazer e-mail marketing responsivo com uma auferida avaliação:

 

E-mails enviados

A primeira métrica a ser estudada tratando-se de e-mails é a taxa de envios que realmente atingiram ao seu objetivo, ou seja, foram entregues na caixa de entrada do destinatário. Visto que muitos e-mails podem ser cadastrados com alguém erro, observar se estes podem ser arrumados lhe possibilita novas oportunidades, certo? Em média, pelo menos 1% dos e-mails enviados acabam apresentando algum tipo de erro. Neste caso, aproveite o retorno das respostas para atualizar a sua lista mantendo-a sempre saudável!

Também aproveite para verificar a partir desta métrica quais são os e-mails duplicados a fim de manter a sua listagem mais direta e objetiva, sem encaminhar mensagens repetidas para um mesmo lead.

 

E-mails clicados

Chamada de métrica CTR ou ainda taxa de clique, essa é uma das métricas mais importantes quando o assunto é e-mail marketing, visto que é essencial acompanhar de perto quanto das suas mensagens estão trazendo algum tipo de resultado. Evidentemente, essas taxas variam muito conforme sua base de e-mails, segmento e tipo de público, ainda assim estima-se que a taxa de cliques não ultrapasse em muito a porcentagem de 2 a 5% em cada programa lançado e divulgado.

Uma boa estratégia para melhorar o conteúdo das suas mensagens é investir em testes A/B para verificar quais os tipos de e-mails que mais atraem o interesse do público.

 

E-mails abertos

A taxa de abertura de e-mail também é outra importante métrica a ser trabalhada e acompanhada de perto a fim de ter os objetivos e metas alcançados dentro do marketing digital. Em média, as taxas de abertura variam de 20 a 30%, porém vale lembrar que quanto mais engajado o seu público estiver com você e com o seu negócio, maiores serão esses números, valendo destacar, portanto, a importância de manter sempre um relacionamento estreito.

Aqui também vale destacar a opção em fazer testes A/B para avaliar, por exemplo, os títulos enviados nas mensagens a fim de verificar quais são mais interessantes e possuem uma melhor taxa de abertura.

 

Conversão

A taxa mais importante e métrica que melhor direciona os trabalhos realizados pelo e-mail marketing, a conversão demonstra quais foram os leads que receberam a mensagem, a abriram, clicaram no CTA indicado e concluíram a etapa da página de destino que pode ser, por exemplo, uma compra ou contratação. Um dos recursos que podem auxiliar na avaliação deste conversor é o Google Analytics que oferece um histórico bastante preciso sobre de onde estão vindo cada uma das conversões.
Antes de enviar um e-mail para seu cliente e lead, trace quais são seus objetivos de conversão e depois verifique se os mesmos foram de fato alcançados.

Como foi visto ao longo deste artigo, trabalhar com o e-mail responsivo é mais do que uma oportunidade para garantir uma melhor experiência para o lead. É hoje uma necessidade para realmente atrair e prender a sua atenção, merecendo, portanto bastante cuidado! No que diz respeito a um processo contínuo de aprimoramento sobre como fazer e-mail marketing responsivo, conferir as métricas aqui apresentadas é o primeiro passo para ver os seus objetivos, de fato, alcançados.

E agora que você já sabe como fazer um e-mail responsivo, o que ainda está esperando para apostar no mesmo em sua estratégia de marketing digital? Os e-mails responsivos são fortes aliados na divulgação de marcas e no consequente aumento das vendas. Preparado para apostar nessa tendência para 2018? Podemos lhe ajudar,saiba como

Thiago Abreu

Formado em Design Gráfico pela Universidade Estácio de Sá, seguiu para a área de Web Design onde atuou como Desenvolvedor Frontend por alguns anos. Após esse período, formou-se Especialista em Design de Interação pela Faculdade Senac Rio. Atualmente é CEO de a agência de Desenvolvimento Web, Web Lúdica.

Um comentário

  • contato@instaflip.com.br
    contato@instaflip.com.br
    Reply

    Olá, meu nome é Ricardo Souza e trabalho na InstaFlip.

    Imagine se existisse uma ferramenta que te ajudasse a aperfeiçoar seu engajamenhto no Instagram ? E seu eu disser que ela já existe ?

    Dê uma olhada na plataforma que desenvolvemos que pode ajudar sua empresa a gerenciar, automizaar e conquistar seguidores e clientes reais para o seu negócio.

    Oferecemos o serviço gratis por 14 dias no link https://instaflip.com.br/

    Quem seria a pessoa para apresentarmos o nosso sistema ?

    Desde já desejo Boas Vendas

    Qualquer duvida
    Ricardo Souza
    Rua Alcides Pertiga, 52

Deixe uma resposta